Indígenas Pataxó falam sobre o Festival de Tecnoxamanismo / Indigenous Pataxós talks about the Technoshamanism Festival.

Aldeia Pará e Aldeia Barra Velha – Caraíva – Bahia – Brasil – 20 a 27 de novembro – 2016

Portugues – https://tecnoxamanismo.wordpress.com/

english: https://tecnoxamanismo.wordpress.com/en

 

Tuhy (do conselho das mulheres indígenas pataxós e criadora do projeto Mães da Maré no Rio de Janeiro) convida as pessoas para o II Festival Internacional de Tecnoxamanismo.
https://tecnoxamanismo.wordpress.com/

Tuhy (of the council of indigenous women pataxó and the creator of the project Mothers of favela of Maré in Rio de Janeiro, invite people to the II Intenternational Festival of Technoshamanism
https://tecnoxamanismo.wordpress.com/en/

 

 

Crianças Pataxós se preparando para receber outras crianças no II Festival Internacional de Tecnoxamanismo. Aldeia Pará – Aldeia Barra Velha. Caraíva – Sul da Bahia – Brasil
20-27 of november 2016
https://tecnoxamanismo.wordpress.com

Pataxó indigenous children preparing to receive other children to the II International Festival of Technoshamanism
Aldeia Pará – Aldeia Barra Velha – Caraíva – South of Bahia – Brazil
20-27 of november/2016
http://tecnoxamanismo.wordpress.en

 

Jabes Pataxó fala do II Festival Internacional de Tecnoxamanismo

https://tecnoxamanismo.wordpress.com 

Jabes Pataxó talks of the II International Festival of Technoshamanism – (activate subtitles https://tecnoxamanismo.wordpress.com/en

 

 

Ubiratã Pataxó fala sobre a importância do festival de tecnoxamanismo na Aldeia Pará e Barra Velha para troca de conhecimentos, capacitação comunitária e preservação das nascentes de água.
https://tecnoxamanismo.wordpress.com

Ubiratã Pataxó talks about the importance of tecnoxamanismo festival in Para Village and Barra Velha to exchange knowledge, community empowerment and preservation of water sources.
https://tecnoxamanismo.wordpress.com/en

 

Projeto Renascente da Aldeia Pará

Um dos braços mais fortes de agrofloresta/permacultura do tecnoxamanismo é Jonatan Sola, que vive numa casa de barro grande e bonita, desenvolve projetos de salvação de nascentes, recuperação de terra, criação de escolas, participou do manejo da horta da pajé Jaçanã da Aldeia Velha Pataxó e depois do festival de tecnoxamanismo começou a desenvolver na Aldeia Pará com os Pataxós em Caraívas – Sul da Bahia – o Projeto Re-Nascente da Aldeia Pará – Revitalização de Nascentes em Terra Pataxó aplicando Sistemas Agroflorestais (SAF’s) –

Fotos: https://www.flickr.com/photos/22405820@N08/albums/72157665968935175

10995377_854459054627272_1059090863439523059_n

O Instituto de Permacultura Pataxó – Hukabpakhê (termo em língua nativa Pataxó – o Patxohã – que significa “cultura permanente”) surgiu da necessidade de reequilibrar os ecossistemas dentro da Aldeia Pará, comunidade indígena Pataxó localizada no sul da Bahia, por meio da permacultura. Espaço de formação, pratica e disseminação de conhecimentos ancestrais  e permaculturais.

11150526_851199284953249_1210304883634024557_n

A Permacultura surge como modelo que descreve, elabora e desenvolve a tradicional forma de viver dos povos indígenas, de forma harmônica com a Natureza, numa espiral evolutiva que trás benefícios para o ecossistema inteiro – a terra, a água, plantas, animais, pessoas – através da aliança entre esse conhecimento tradicional e técnicas sustentáveis.

11169845_853867231353121_2381752729775273598_n